domingo, 5 de abril de 2015

Quem quer um ABRAÇO?!

Um abraço sincero de um animal que verdadeiramente tem sentimentos.

Animal resgatado pareceu retribuir boa ação de jovem em Botsuana.




Às vezes subestimamos a capacidade que um animal tem de ser grato por algo que fazemos em benefício dele.

Sim!!

Eles são gratos!



AMO PATINHAS

Gatos: Diversão Garantida!

Eles são alegres, divertidos e companheiros.

Impossível não se alegrar na presença deles!!!






AMO PATINHAS

segunda-feira, 30 de março de 2015

O Milagre de Patrick

Cão que sobreviveu após ser jogado da lixeira do 22º andar, dá lição de vida à humanidade.

Patrick, um cachorro pitbull, depois de ter sofrido uma série de torturas horrendas, chocou o mundo.

Sua história mistura dor, negligência, abuso e sofrimentos inimagináveis, mas também mostra uma vontade de viver fora do comum.
Um cachorro que saiu do inferno e que, apesar de tudo, ainda encontra a força de amar a humanidade.

No dia 16 de Março, um lixeiro de Nova Jersey, EUA, se apressa para descarregar o conteúdo da lixeira no caminhão, quando se depara com alguma coisa que se mexe. Abrindo o saco, o espanto: um cachorro esquelético e quase morto aparece em seu interior. O animal tinha sido jogado na caçamba de lixo do 22º andar.

Imediatamente, o pobre cachorro foi socorrido e levado para o pronto-socorro do Centro de Cuidados para os Animais. Os empregados do centro nunca tinham visto um animal num estado tão horrível. Os primeiros cuidados foram dados e ele foi conduzido para uma clínica especializada, de modo que recebesse cuidados mais avançados.

Ele tomou banho, recebeu uma transfusão de sangue, antibióticos e medicamentos contra a dor, além de pedaços de carne em intervalos regulares. Ele sempre os aceitava com pequenos movimentos da cauda em sinal de reconhecimento.

Os médicos que o examinaram declararam que Patrick estaria morto em algumas horas, caso não tivesse sido salvo. Quanto ao culpado, uma mulher de 28 anos, se defendeu dizendo que ela não tinha condições de cuidar do cão, mas negando tê-lo jogado na caçamba de lixo do 22º andar.

Patrick retoma a saúde lentamente, mas seguramente repõe suas forças das cinzas. Ele, inicialmente conseguiu levantar a cabeça, depois se levantar e ele até conseguia caminhar um pouco, quando precisava fazer as suas necessidades.

Sua história suscitou vivas emoções nos quatro cantos do globo. Na Itália, França, Grécia ou Austrália, as pessoas reagem à sua história. Cartas, cartões e desenhos são enviados, desejando suas melhoras.




Uma página no “Facebook”, “The Patrick Miracle ”, foi criada em sua homenagem e dá regularmente notícias de seu progresso e de seu estado geral. Uma outra, chamada de “Patrick´s Law” (A lei de Patrick) é destinada a fazer pressão para que uma lei seja criada contra os maus-tratos a animais.

Desde então, este pobre cachorro que tanto sofreu tornou-se o rosto da violência contra os animais e o símbolo das mudanças que se pode trazer à legislação. Tudo que Patrick diz, entretanto, é que ele está quentinho, com a barriga cheia e ao abrigo de qualquer dor, além de ser amado pela primeira vez na sua vida, afinal é tudo de ele merece.

 FONTE: Cachorrólatras & Cia
AMO PATINHAS

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Labrador - Sinônimo de Simpatia


Os filhotes de Labrador são muito fofos e cativantes. E quando adultos eles continuam tão simpático quanto antes. Uma raça popular no mundo todo que conquista cada vez mais corações.
 
Família: cão de caça, cão de busca
Grupo do AKC: Esportistas
Área de origem: Canadá
Função original: busca na água
Tamanho médio do macho: Alt: 57-62 cm, Peso: 29-36 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 54-60 cm, Peso: 25-31 kg
Outros nomes: Retriever do Labrador
Posição no ranking de inteligência: 7ª posição
 
Origem e história da raça
 
Labrador
Os primeiros Labradores eram geralmente cães da água que vieram dos Terra-nova, não dos Labradores. Essa raça não apenas não deu origem ao Labrador como também não foi chamada de Labrador Retriever no começo. Os Terra-nova do começo de 1800 tinham diferentes tamanhos, sendo o menor deles, “Lesser”, ou “Cão de Saint John”, a primeira encarnação do Labrador. Esses cães, pretos, de tamanho médio e pelo curto, não apenas buscavam caças, mas também peixes, puxando pequenos barcos de pesca nas águas geladas e ajudando os pescadores em todas as tarefas em que precisasse nadar. A raça acabou desaparecendo, em grande parte por causa dos pesados impostos sobre cães. Porém, um grupo de Labradores foi levado à Inglaterra no começo de 1800, e foi a partir desses cães, cruzados com outros retrievers, que a raça continuou. Foi também na Inglaterra que a raça ganhou reputação com um extraordinário buscador de caças de montanha. No começo, os criadores davam preferência aos Labs pretos, e sacrificavam os de cores amarela ou chocolate. No começo de 1900, as outras cores começaram a ser aceitas, embora não tanto quanto a cor preta. A raça foi reconhecia pelo English Kennel Club em 1903, e pelo AKC em 1917. Sua popularidade cresceu sem parar. Ele se tornou a raça mais popular da América em 1991 e continua sendo até hoje.
 
 
Temperamento do Labrador
 
Poucas raças merecem tanto seu sucesso como o Labrador Retriever. Devotado, obediente e amável, o Lab se dá bem com crianças, outros cães e animais de estimação. Ele pode ser um tranquilo cão dentro de casa, um brincalhão no quintal e um intenso cão do campo, tudo no mesmo dia. Ele tem muita vontade de agradar, adora aprender e se supera em obediência. É uma raça forte, que gosta de nadar e buscar coisas. Ele precisa de desafios diários para se manter ocupado. Um Lab entediado pode se meter em encrencas, como destruir tudo o que estiver na sua frente.
 
Cuidados com o Labrador
 
Labradores são cães ativos e sociáveis. Ele precisa de exercícios diários, de preferência nadando e buscando. Labradores adoram água! Donos de um Labrador que tenham piscina devem manter uma área separada só para ele, ou se preparar para dividir a piscina com o cachorro. Seu pelo é impermeável, não molha facilmente e precisa ser escovado para remover pelos mortos. Labradores são mais felizes vivendo dentro de casa com sua família.


 
 
Saúde do Labrador
 
Principais Preocupações: CHD, torção gástrica, nanismo com displasia retinal, distrofia muscular, displasia do cotovelo
Preocupações Menores: catarata, OCD, CPRA, dermatite piotraumática
Vistos Ocasionalmente: diabetes, entrópio, distiquíase
Exames sugeridos: quadril, cotovelos, olhos
Expectativa de Vida: 10-12 anos
 
 
Cães semelhantes ao Labrador
 
Chesapeake Bay Retriever
Retriever de Pelo Encaracolado
Golden Retriever
Retriever de Pelo Liso
 
Fonte: www.tudosobrecachorros.com.br

AMO PATINHAS